A história dos pinguins

Olá pessoal, tudo bom com vocês?
Hoje falaremos da história dos pinguins. Como todos podem ver, nós mudamos a cara do blog e colocamos dois pinguins fofos no layout. Nada mais justo do que falar de uma linda história igual a deles para você e seu amor.

Entre os casais de pinguins existe a fidelidade, uma característica marcante. Na Antártida, em todo mês de março, centenas de pinguins fazem uma jornada de milhares de milhas de distância pelo continente a pé, enfrentando animais ferozes, temperaturas frias, ventos congelantes, através das águas profundas e traiçoeiras. Tudo para encontrar o amor verdadeiro. Os machos são os primeiros a chegar e logo encontram seu ninho, no mesmo local que foi ocupado no(s) ano(s) anterior(es). Mesmo com todo esse tempo e distância, eles sabem exatamente onde estão o seu ninho de amor. Os machos cuidam do ninho, preparando tudo para a chegada da fêmea. As fêmeas chegam aos poucos, muitas vezes um mês depois dos machos aproximadamente. Quando as fêmeas chegam, os machos cantam para serem encontrados por sua parceira. O encontro é comemorado com uma dança particular do casal. Quando um macho gosta de uma fêmea ele procura na praia toda pela pedra mais perfeita para se apresentar a ela. Quando finalmente acha, ele vai se balançando até ela e se apresenta com a pedra colocando-a nos pés dela, se ela aceitar, serão companheiros pela vida toda!

Baseando-se nisso foi criada a Caixa do ” Quer ser meu Pinguim?” onde a namorada coloca nela a história dos pinguins, uma declaração pedindo para ter a mesma história com o seu amor e algo que simbolize essa união!

Olha que linda essa declaração!

Eu quero um amor de pinguim “Um amor que dure a vida toda. Um amor puro e verdadeiro. Um amor que frutifique. Eu quero um amor de pinguim. Um amor de fidelidade e lealdade. Um amor que ultrapasse as tempestades, as intempéries, as distâncias. Um amor que ano após ano retorne para me encontrar no mesmo lugar. Que seja diferente todos os dias e que reforce dia após dia suas convicções. Eu quero um amor de pinguim. Um amor que apesar de toda dificuldade, sempre retorna para o ser amado. Um amor simples e sem grandes pretensões mas que é grandioso apenas por ser amor. Eu quero um amor de pinguim. Um amor que colabora, que inspira, que encoraja. Um amor que divide, que soma, que jamais subtrai. Um amor que não foge das dificuldades mas que as enfrenta junto ao ser amado. Eu quero um amor de pinguim. Um amor que em dias frios seja capaz de aquecer meus pés que em dias quentes consiga refrescar minha alma que nos dias amenos coloque vida em minha vida. Eu quero um amor de pinguim. Um amor eterno. Um amor imenso. Um amor assim, feito um amor de pinguim…Você quer ser meu Pinguim?

Uma curiosidade:

Uma grande curiosidade sobre os pinguins é sua fidelidade conjugal: eles costumam passar a vida inteira com o mesmo parceiro. O pinguim quando escolhe sua parceira, só tem relação com ela até seus últimos dias, é fiel, e caso um morra 1º que o outro, ele não arruma mais ninguém. Todos os anos, a partir do mês de agosto, eles começam a namorar. Esse é o mês em que o sol retorna, e começa o ciclo reprodutivo dos pinguins. Surge o fenômeno da construção dos ninhos, que é muito interessante. Eles têm dezesseis semanas para escolher um lugar e construir um ninho. O ninho é feito com pedrinhas; o problema é que o pinguim carrega uma só pedrinha por vez e, quando começa o namoro, a situação é meio caótica – é uma corrida para construir o ninho o mais rápido possível. Os pinguins trabalham durante dezesseis semanas, vinte e quatro horas por dia, sem parar um minuto, transportando pedrinhas para fazer o ninho.”

pinguins1

Essa foi a história dos pinguins, e que nós nos identificamos muito com ela, ela simboliza muito o nosso relacionamento, e por isso que acabamos colocando os pinguins. A partir de agora, esses pinguins farão parte do nosso blog, do mesmo jeito que a história deles faz parte do nosso relacionamento.

Nós esperamos que tenham gostado dessa história. Quem mais aqui se identifica com ela? Comentem aqui, adoraríamos saber.

Beijos

Fiquem com Deus

Anúncios

2 comentários sobre “A história dos pinguins

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s